1. Aligator
  2. Blog
  3. Mobile
  4. Artigos e Dicas sobre Mobile

Artigos e Dicas sobre Mobile

Quarta, 11 de março de 2020

AMP e PWA. Se você já ouviu falar sobre um desses dois termos, você está no caminho certo para tornar seu site ou plataforma em um local com mais funcionalidade e navegabilidade.

Isso, pois esses dois conceitos fazem parte das inúmeras transformações tecnológicas. Especialmente se você é programador, sabe do alto crescimento que essas duas ferramentas proporcionam.

Enquanto muitos acreditam que PWA seja o futuro do desenvolvimento dos sites modernos, outros afirmam que o AMP já é uma questão de prioridade, quando o assunto é ter uma plataforma responsiva e simplificada.

No entanto, esses conceitos ainda são recentes, e por isso, muitas pessoas ainda não possuem conhecimento sobre seus significados e como eles podem ser benéficos, especialmente se as mesmas forem empresas procurando se destacar no mercado.

E pensando nisso, nós elaboramos esse post para detalhar tudo sobre o AMP e o PWA de uma forma simples, para que você saiba sobre todos os seus benefícios e também possa aplicá-los em sua empresa e obter sucesso! Quer saber mais sobre isso? Então continue lendo!

O que é AMP?

O AMP significa “Accelerated Mobile Pages” e é traduzido como páginas aceleradas para dispositivos móveis.

De uma forma bem simples, o AMP são páginas da internet que possuem um carregamento rápido e otimizado, quando são acessados por um celular.

Você já abriu um site pelo seu smartphone e depois pelo computador? Notou alguma diferença?

Se sim, hoje em dia a maioria dos sites procuram ser diferentes, quando acessados por um celular. Isso, pois a visualização pelos celulares aumentou muito mais do que a visualização por web.

Segundo um estudo levantado pela agência de mídia Zenith, em 2017, a projeção foi que 75% de todo o mundo utilizassem a internet por meio dos dispositivos móveis.

Isso significa que as empresas também devem investir na melhor otimização e melhorar a responsividade das suas plataformas.

Por sua vez, a responsividade se trata de um site que é facilmente acessado por quaisquer dispositivos, sejam eles grandes ou pequenos.

Imagine que você queira comprar envelope de segurança, por exemplo, e está acessando alguns sites de venda pelo seu smartphones.

Provavelmente, um dos maiores fatores de influências será não apenas o preço, mas a simplicidade e otimização do site. Ou seja, se o site for rápido e ter um carregamento simples, você não terá problemas com a compra!

Quais as vantagens do AMP?

Mais chances de venda

A primeira vantagem do AMP é que, quando uma plataforma da internet é mais otimizada, os leads (potenciais clientes) e consumidores conseguem com facilidade navegar entre as páginas do site e visualizar todas as informações.

Imagine, por exemplo, que você está procurando porenvelope awb na internet. O que você espera achar nos sites de venda são informações bem detalhadas sobre o produto, quais seus benefícios, modo de uso, além do site um carregamento otimizado, para que a lentidão não te atrapalhe em nenhum momento da compra, não é mesmo?

Com o AMP, você consegue aplicar todos esses benefícios e, consequentemente, os clientes irão ter mais facilidade e tempo para saber sobre seus produtos e serviços e fechar uma compra.

Mais posicionamento nos sites de busca

Você sonha com seu site nas primeiras páginas do Google? Pois saiba que isso é possível por meio do AMP.

Afinal, o Google possui alguns critérios de posicionamento em seu site de busca, e um dos principais entre eles é o site ou plataforma ter um carregamento simples, além das informações serem claras e otimizadas, para que os usuários entendam o objetivo do site.

O que é PWA?

O PWA significa “Progressive Web App” e é traduzido como aplicação web progressiva. O significado pode parecer um pouco mais confuso, mas sua explicação é bem simples:

Se trata de um site que se assemelha a um aplicativo, ou seja, uma página da web híbrida. Isso significa que, se você aplicar o conceito PWA, seu site pode ficar parecido como um aplicativo de celular!

Esse conceito se tornou muito popular, especialmente pelo design e quantidade dos aplicativos se tornarem cada vez mais populares e chamativos diante de diversos públicos.

É certo que, caso você venda algo muito complexo, como o oxigênio medicinal, por exemplo, é necessário que, mesmo no conceito PWA, o site precise estar com informações bem detalhadas sobre o produto.

Por essa razão, o PWA é um pouco mais difícil de ser aplicado. No entanto, ainda traz inúmeros resultados positivos para as empresas que o aplicam.

Quais as vantagens do PWA?

Ser mais reconhecido

Quando falamos em reconhecimento, estamos querendo dizer que o design proporcionado pelo PWA é, na maioria das vezes, mais simples e dinâmicos. Consequentemente, a plataforma em si fica mais chamativa para seu público.

Com um modelo otimizado de estrutura em sua plataforma, você consegue não apenas atrair mais clientes, mas fazer com que os mesmos também permaneçam por mais tempo na página.

A partir dessa estratégia, sua empresa pode ter mais resultados positivos e maximizar suas vendas!

Mais praticidade para seus clientes

Sabemos que o uso de aplicativos hoje em dia está em alta, não é mesmo? No entanto, esse novo conceito de conectar um aplicativo e introduzi-lo em sua página na internet pode gerar mais facilidade para os clientes que procuram ou se interessam por sua empresa.

Algumas vezes, ter o trabalho de programar, implementar e hospedar seu aplicativo pode ser mais trabalhoso do que transformar seu próprio site em uma plataforma de aplicativo! Além disso, seus clientes também terão mais facilidade em te encontrar.

Você também pode implementar um site e aplicativo totalmente conectados e integrados. Assim, seus leads e clientes terão dois ambientes onde poderão entrar em contato com a empresa.

Agora que você já sabe tudo sobre o AMP e o PWA, o que acha de aplicar essas duas funcionalidades em seu site? Gostou do post? Conta pra gente! Nós queremos saber sobre sua opinião.

Também nos acompanhe nos próximos conteúdos para se manter atualizado sobre as novidades dos avanços tecnológicos!

Esse artigo foi escrito por Rafaela Ricardo, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais.

voltar

Comentários