1. Aligator
  2. Blog
  3. Marketing
  4. Google Data Studio: como aproveitar ao máximo a ferramenta

Google Data Studio: como aproveitar ao máximo a ferramenta

Quinta, 30 de julho de 2020

Se você tem uma estratégia online, seja um site institucional, seja um blog de Marketing de Conteúdo, precisa saber como usar o Google Data Studio.

Isso porque o uso de informações para a tomada de decisões é o que diferencia as grandes empresas dos negócios não tão eficazes assim. Por exemplo, um estudo de Harvard mostrou que as empresas que usam análise de dados para orientar o seu processo de decisões de marketing são pelo menos 5% mais eficientes do que as que não usam.

Some isso ao fato de vivermos na era do Big Data e pronto: a obrigatoriedade de saber como usar o Google Data Studio está formada.

Se você não sabe como usar o programa, mas quer aprender, este artigo é especial para você. Por isso, siga a leitura!

O que é o Google Data Studio?

Antes de aprender como usar o Google Data Studio, é importante entender o que o programa é e o que ele não é. Na prática, a aplicação é um software de data visualization, ou seja, de visualização de dados. O recurso é gratuito e é usado para produzir relatórios e criar uma representação visual dos dados a serem analisados.

Dessa forma, o Data Studio faz com que fique mais fácil achar tendências e padrões dentro do conjunto de dados analisado e extrair insights valiosos para a empresa. Isso acontece porque é muito mais fácil trabalhar com gráficos, tabelas e mapas com os recursos do software. Isso faz com que a digestão dos dados seja facilitada e garante maior assertividade na gestão interna.

Por exemplo, com os relatórios visuais é possível saber quanto foi usado do orçamento para hospedagem de sites, qual foi o retorno e linkar todo o impacto de cada ação. Depois, é possível fazer o mesmo com outras partes da estratégia de marketing.

Dentre as vantagens do Google Data Studio estão o fato de que ele é gratuito e tem integração direta com vários sistemas da Google. Por exemplo, o Google Analytics (que é uma das principais fontes de dados para as estratégias online). Além disso, há integração direta com o YouTube Analytics e vários outros sistemas.

Para completar, há o fato do sistema funcionar na nuvem, o que permite que várias pessoas com acesso a um mesmo relatório possam trabalhar nele ao mesmo tempo.

Como usar o Google Data Studio?

Agora que você já entendeu o que é a ferramenta, é hora de aprender como usar o Google Data Studio para obter os melhores resultados nas suas estratégias digitais.

Para isso, siga as indicações abaixo!

1. Faça um relatório de cada vez

Uma das tentações de quem começa a entender como usar o Google Data Studio é tentar colocar todos os dados em um relatório só. No entanto, esse é um clássico caso de que não é porque você pode fazer algo, que deve.

Lembre-se de que o aplicativo é um software de visualização de dados. A ideia é ajudar a tornar mais fácil entender as informações coletadas e identificar padrões.

Se você encher de dados e gráficos sem correlação, só tornará essa visualização mais difícil de ser feita.

Por isso, faça um relatório de cada vez, reunindo apenas os dados que são essenciais para compreender a questão abordada.

2. Explore os templates e relatórios online

O objetivo do Data Studio, como mencionado, é facilitar a sua vida. Por isso, não faz sentido usar o programa para dificultar o processo de análise de dados. Portanto, o ideal é começar sua jornada com ele explorando os templates disponíveis.

Isso porque os templates prontos contam com formas simples de visualizar alguns dados e tornar o processo de análise ainda melhor.

Outra boa ideia é explorar os relatórios online na galeria de usuários. A comunidade ao redor do Data Studio costuma divulgar relatórios com frequência, o que pode ajudar quem busca por jeitos criativos de elaborar uma análise de dados.

3. Use o Explorador para testar alternativas

Como mencionado, o Google Data Studio é um software em nuvem. Isso significa que tanto você, quanto seu colega de trabalho, podem trabalhar em conjunto em um mesmo relatório.

No entanto, isso não significa que ele verá tudo que você fizer, inclusive os erros ou experimentações com os dados. Na verdade, se você usar o Explorador (um modo do Data Studio), você pode fazer uma série de testes e preparos com o relatório sem que ninguém veja. Só depois de estar satisfeito é que você deve colocar o conteúdo online para todos.

4. Explore todos os recursos do software

O Google Data Studio é uma aplicação riquíssima, cheia de recursos interessantes. É possível, por exemplo, puxar elementos externos (inclusive a URL de algum site) para o seu relatório.

Isso sem falar nas dezenas de opções de customização visual para os seus relatórios, incluindo a incorporação de elementos externos.

Além disso, é possível combinar diferentes tipos de gráficos, cores e recursos visuais para criar o relatório mais robusto e útil possível. Para isso, no entanto, é necessário experimentar com as várias possibilidades do software.

E aí, aprendeu como usar o Google Data Studio da melhor forma possível? Se o software parece útil para você, não esqueça de compartilhá-lo com seus colegas de trabalho!

voltar

Comentários